1. Os passageiros portugueses que não venham de qualquer um dos países mencionados no n.º2, poderão entrar na Turquia se possuirem Certificado Digital COVID da UE provando a vacinação completa com duas doses ou com uma dose (Johnson & Johnson), desde que a última dose tenha sido administrada pelo menos nos últimos 14 dias anteriores à viagem.

Caso não possuam Certificado Digital COVID da UE, poderão entrar na Turquia se fizerem prova de recuperação da COVID-19 realizada nos últimos seis meses anteriores à viagem a contar do 28.º dia após o primeiro teste PCR positivo.

Se não provarem qualquer uma das situações anteriores, só poderão entrar na Turquia ou com teste RT-PCR realizado nas 72 horas anteriores ao embarque ou, em alternativa, com teste rápido de antigénio (TRAg) realizado nas 48 horas anteriores ao embarque. Só serão admitidos testes TRAg que constem da lista comum de TRAg’s para despiste da COVID-19 no espaço europeu, acordada pelo Comité de Segurança da Saúde da UE e que pode ser consultada no endereço https://ec.europa.eu/health/sites/default/files/preparedness_response/docs/covid-19_rat_common-list_en.pdf .

Passageiros que embarquem com comprovativo de realização de TRAg que não cumpra os requisitos acima descritos, devem realizar novo teste RT-PCR ou novo TRAg à chegada, antes de entrar em território turco, a expensas próprias, devendo aguardar em local próprio, no interior do aeroporto, até à notificação do resultado.

2. Foram ainda anunciadas novas regras para a entrada na Turquia para os seguintes casos:
- Passageiros vindos do Bangladeche, Índia e Paquistão ou que ali tenham permanecido nos últimos 14 dias terão de apresentar teste PCR realizado nas 72 horas anteriores à viagem, sendo isentos de quarentena se fizerem prova de vacinação completa com duas doses ou com uma dose (Johnson & Johnson), desde que a última dose tenha sido administrada pelo menos nos últimos 14 dias anteriores à viagem.
- Passageiros vindos do Afeganistão ou que ali tenham permanecido nos últimos 14 dias terão de apresentar teste PCR realizado nas 72 horas anteriores à viagem sendo ainda sujeitos a um período de quarentena de 10 dias que poderá terminar no 7.º dia caso seja realizado teste PCR negativo.
- Os passageiros que cheguem do Egito, Irão, Reino Unido e Singapura terão de apresentar um teste PCR realizado nas 72 horas anteriores.

3. Todos os passageiros independentemente da origem estão sujeitos a testes aleatórios que, em caso de resultado positivo, serão seguidos de quarentena de acordo com as determinações das autoridades sanitárias turcas.

4. Os passageiros que tenham estado em contacto com pessoas que testaram positivo para a COVID-19, estarão sujeitos a quarentena de 14 dias em locais por si designados ou indicados pelas autoridades turcass e que poderá terminar ao 10.º dia após a realização de teste PCR negativo. No caso de serem infetados com a variante B.1.617 (estirpe indiana), o período de quarentena só terminará com a realização de um teste PCR negativo realizado no 14.º dia.

5. Tripulações de aeronaves e navios e condutores de camiões TIR estão isentos destas restrições de entrada na Turquia.

 

  • Partilhe